O projeto Happier Lives

Na Shiadu acreditamos que qualquer um pode contribuir, através de ações ou atitudes, para melhorar a condição social dos que mais precisam, razão pela qual as causas sociais são transversais a todos os colaboradores. Foi nessa óptica que a Shiadu criou em 2013 uma associação sem fins lucrativos: a Happier Lives.

O primeiro projeto lançado pela nossa associação foi o projeto “Happier Children”. É um projeto que visa promover e apoiar todas as crianças na área da Educação, nomeadamente em países de língua portuguesa em vias de desenvolvimento. Queremos ensinar as nossas crianças não apenas a contar, mas a contar com o que mais importa!

O projeto Happier Children arrancou em São Tomé e Príncipe, no distrito de Caué a sul da ilha, e em Portugal. Os principais objetivos do projeto são:

  • Dar apoio ao nível do material escolar básico;
  • Apoiar a formação e especialização dos professores para que lecionem os conteúdos curriculares com a maior qualidade possível;
  • Incentivar e criar condições para que mais escolas tenham acesso à instalação de computadores com acesso à internet;
  • Fomentar a parceria entre escolas do primeiro ciclo, em São Tomé e Príncipe e Portugal, permitindo um intercâmbio de experiências entre alunos e professores e, ao mesmo tempo, contribuindo para um maior conhecimento intercultural de parte a parte.

Na Happier Children acreditamos que todas as crianças devem usufruir de educação com qualidade e que essa aprendizagem se reflete nas suas comunidades bem como ao longo das suas vidas.

Segundo Irina Bokova, Diretora Geral da UNESCO, “(a) Educação acarreta sustentabilidade em todos os objetivos do desenvolvimento, e a literacia é a base de toda a aprendizagem. Providencia a todos os indivíduos a capacidade para compreender o mundo e moldá-lo, participando em processos democráticos e tendo uma voz, fortalecendo a sua identidade cultural.”

Foi nesse âmbito que a associação Happier Children desenvolveu e concretizou várias ações de doação de material escolar numa escola primária de São Tomé. Graças à presença de voluntários in loco, as condições da escola foram melhoradas através da construção de uma biblioteca bem como ações de formação e sensibilização sobre a importância da educação das crianças. Foi também desenvolvido um programa entre cidadãos portugueses e franceses para o apadrinhamento de crianças.

Na Shiadu, sabemos que não vamos mudar o mundo mas, se mudarmos a vida de uma única criança, então já estaremos satisfeitos!


Print pagePDF pageEmail page