A cidade do Porto localiza-se no Norte do país, é a segunda cidade mais importante em Portugal. A cidade do Porto é historicamente conhecida pela Cidade Invicta, por ter conseguido resistir aos variados e diversos cercos e conquistas que a história lhe infligiu. O Porto é uma cidade com uma forte identidade, com um povo orgulhoso dos seus valores de trabalho e de tradição. No Porto poderá encontrar uma autenticidade marcante que dificilmente já se encontra em grandes cidades europeias. Banhada pelo Oceano Atlântico e Foz do Douro, o terceiro rio mais extenso da Península Ibérica, a cidade do Porto é um dos destinos turísticos mais antigos da Europa. Graças à sua excelente localização geográfica, ao seu património histórico e a uma variedade de recursos, em três palavras: o Porto conquista. Cidade cosmopolita e contemporânea também fortemente marcada pelo seu património monumental e artístico, o Porto dispõe de uma diversificada oferta a todos os que o visitam. Não é de estranhar que encante pelas caves do Vinho do Porto, pelos bairros típicos e tão característicos, pelos inúmeros espaços dedicados ao lazer e à cultura, sem esquecer a gastronomia sobejamente conhecida e apreciada em todo o mundo. Todos estes atributos tornam a cidade do Porto também conhecida pela sua hospitalidade.

RIO DOURO

O rio Douro nasce em Espanha, a mais de dois mil metros de altitude e atravessa o norte de Portugal. A foz do Douro desagua junto da cidade do Porto e de Vila Nova de Gaia, no Oceano Atlântico. Os seus 927 km de comprimento fazem com que seja o terceiro rio mais extenso da Península Ibérica – depois do Tejo e o Ebro. O rio Douro atravessa o território espanhol numa extensão de 597 km, faz fronteira ao longo de 122 km, sendo os últimos 208 km percorridos em Portugal.É de Vila Nova de Gaia do outro lado do rio a menos de 20 min a pé da Casa dos Lóios que partem os cruzeiros sobre o Rio Douro. A paisagem desse passeio é deslumbrante e única. A não perder!

GASTRONOMIA

A gastronomia tradicional do Porto apresenta uma vastíssima herança histórica, marcada pelas viagens dos portugueses pelo mundo e que combina numa mistura de paladares, tornando-a uma cozinha tradicional e ao mesmo tempo com um toque a especiarias e produtos exóticos. Entre os pratos típicos destacam-se as Tripas à moda do Porto, prato que dá nome aos portuenses também conhecidos por “tripeiros”, ou seja, os que comem tripas; a Francesinha, uma sanduíche feita com carnes variadas (fiambre, linguiça, salsicha fresca, etc.) entre fatias de pão de forma, queijo no topo e molho especial picante, gratinada no forno; e o Bacalhau à D. Tonho, entre muitos outros.

VINHO DO PORTO

O vinho do Porto é um vinho fortificado feito mediante a adição de uma porção de aguardente vínica no seu processo de produção. E é, considerado por muitos, o melhor vinho fortificado. Durante a sua preparação, a adição da aguardente vínica ocorre antes do vinho ter terminado a sua fermentação, permitindo que seja retida a doçura natural da uva, tornando-o um vinho rico e macio para o paladar. As conhecidas Caves do Vinho do Porto são um ex libris da região e podem ser visitadas durante todo o ano. Apesar de produzido com uvas do Douro e armazenado nas caves de Vila Nova de Gaia, ficou conhecido como “Vinho do Porto” a partir da segunda metade do século XVII por ser exportado a partir desta cidade para todo o mundo. O Vinho do Porto é também conhecido pela sua variedade de estilos e apresenta um imenso leque de possibilidades. Tradicionalmente servido no fim da refeição com queijo típico português, como um digestivo, pode ser também degustado como aperitivo, tratando-se de Vinho do Porto Branco.

CENTRO HISTÓRICO

O Centro Histórico da cidade do Porto foi classificado como Património Cultural da Humanidade, pela UNESCO, em 1996, conhecido pelas ruas estreitas, edifícios de granito e zona de casas típicas diante do rio Douro, na Ribeira, junto à Ponte D. Luís, construída em 1881 e que separa as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia. Partindo da Avenida dos Aliados, muito próximo da Casa dos Lóios, aproveite para conhecer o Mercado do Bolhão e a rua de Santa Catarina, uma histórica artéria comercial da cidade. Relativamente perto também ficam por visitar os azulejos da Estação de Comboios de São Bento e a Sé. E deixe-se encantar pela mais bonita livraria do mundo – a livraria Lello –, descrita como “uma pérola de arte nova” pelo guia Lonely Planet’s Best in Travel 2011. Se gosta de vistas panorâmicas, suba a Torre dos Clérigos e deixe-se deslumbrar pela zona da Baixa e o Centro Histórico da cidade. Aproveite e visite a talha barroca da Igreja S. Francisco e o fantástico Salão Árabe, do Palácio da Bolsa. E, percorra, a pé, as ruas da Ribeira, junto ao rio Douro e à Ponte D. Luís. Se aprecia cenários mais típicos e tradicionais, a zona do Centro Histórico é a ideal. Não menos importante, recomendamos o Museu Nacional Soares dos Reis, os Jardins do Palácio de Cristal, a Casa da Música e o Museu de Arte Contemporânea de Serralves.

SÃO JOÃO – FESTAS TÍPICAS DO “PADROEIRO POPULAR” DA CIDADE

A festa de São João é a festa do “padroeiro popular” da cidade e realiza-se, todos os anos, na noite de vinte e três para vinte e quatro de Junho, celebrando o nascimento de São João Batista. Numa noite carregada de tradição, a cidade rende-se aos tradicionais saltos sobre as fogueiras espalhadas pela cidade, ao lançamento de balões de ar quente, aos martelos de plástico, aos alhos-porros, aos ramos de cidreira – usados para pôr na cara das pessoas que passam -, etc. À semelhança da festa de Santo António, em Lisboa, encontramos também os típicos manjericos com versos populares. E, sem esquecer, o tradicional fogo-de-artifício à meia-noite, junto à ponte Dom Luís.

VILA NOVA DE GAIA

Do outro lado do rio, na margem Sul da Foz do Douro, atravessando a Ponte D. Luís, situa-se Vila Nova de Gaia. As caves do Vinho do Porto situam-se nessa margem do rio. Originalmente Gaia e Vila Nova, estas duas povoações foram elevadas a Cidade em 1984. A sua ligação à cidade do Porto é histórica, não apenas pelas caves ou porque era considerado um destino de férias das famílias mais abastadas, mas porque a sua expansão económica, marcada por uma melhoria entre a comunicação das duas margens, vieram dinamizar o seu entorno.A sua zona Ribeirinha, em Gaia, é muito conhecida pela vista deslumbrante sobre a cidade do Porto. Nos últimos anos, desenvolveu uma série de cafés, bares e restaurantes apreciados por todos os que a visitam.


Print pagePDF pageEmail page